A Academia Americana de Periodontologia (AAP) e a Federação Europeia de Periodontologia (EFP) estão divulgando nova classificação para doenças e condições periodontais e peri-implantares. O novo sistema pretende ser “uma ferramenta útil e prática para melhorar o tratamento dos pacientes em nível mundial e vai funcionar como aliado para o desenvolvimento de futuras investigações”.

Uma das principais novidades deste sistema de classificação é que, pela primeira vez, desparecem as classificações periodontite crônica e agressiva e passa-se a falar de periodontite em vários estádios, de acordo com a severidade e complexidade da doença, e com base em fatores locais, assim como por graus.

Destaque também para a introdução e definição das doenças peri-implantares dentro da classificação de doenças periodontais. O novo sistema aborda ainda as condições com repercussões periodontais, nomeadamente de lesões periodontais agudas.

Mais informações

http://www.scielo.br/pdf/rounesp/v47n4/1807-2577-rounesp-47-4-189.pdf
http://www.ortociencia.com.br/Materia/Index/143785